English Countryside

December 22, 2016

– Expedition to the Cotswolds –

 

_dsc_0138

Before the end of the year, and before all your bucket lists are settled, I decided to give you something to think about for 2017, and believe me it’s worth it (I’m really getting ahead of myself here, aren’t I?).

An expedition to the English countryside has been on my mind for a while now, and since I “had to” go to London this December, it seemed like a perfect opportunity to visit the Cotswolds. 

An hour and a half drive from London it’s the perfect setting for early December days, with all the quaint stores decorating for Christmas, moody afternoons around the fireplace and the coziness of a true Cotswold’s wool blanket while the tea is on the making flooding the air with warm scents.

Antes do final do ano, das listas de desejos e afins, decidi trazer-vos algo em que pensar para 2017, e acreditem que vale a pena (2017 já? estarei a exagerar?).

A minha expedição ao campo inglês tem estado confortavelmente na minha lista já há algum tempo, e quando se apresentou a “necessidade” de ir a Londres este Dezembro, aproveitei a oportunidade para conhecer a região de Costwolds.

A uma hora e meia de viagem de Londres o cenário é idílico, entre campos de pasto a perder de vista, lojas e ruas decoradas com luzes e coroas nas portas. É em Dezembro que aquelas tardes confortáveis à lareira e o cheiro de um bule de chá sabem bem – Cotswold é isto e muito mais.

Web

_dsc_0151_c_dsc_0333

Where to begin? Well, pick up a car, a classic one if you are not on a budget and drive all the way from London –  you can easily add half an hour to your itinerary, if you are not used to driving on an english car, trust me it can be a real deal (it was!) –  it’s the best way to go around Cotswolds, and although it’s a small area, it has tons of things to see.

Start in a fairly central area, like Stow-on-the-Wold, and stay in the heart of the Stow, in the Old Stocks Inn, the most charming little boutique hotel with wooden beams and lush details. Enjoy a plate of local cheeses and a hand of crafted hales in the bar before a world class dinner. Stow-on-the-Wold is a market town, and there is a lot to see, so boost yourself for a stroll around the little shops, cafes and tea rooms, or go for a walk to nearby towns, take your time, life runs wonderfully slow here.

Comecem por alugar um carro, é a melhor maneira de explorar a zona, arranjem um clássico se quiserem fazê-lo com o estilo que uma viagem assim requere (preparem-se para acrescentar pelo menos mais meia hora ao itinerário se não estiverem confortáveis com a condução à direita – é incrível a rapidez como nos vestimos com a pele de uma senhora respeitável ao volante que não ultrapassa os 50km/h em autoestrada). Procurem ficar numa zona central, como Stow-on-the-Wold, sugiro o Old-Stocks Inn um pequeno Boutique Hotel com todas as comodidades que os dias frios de Dezembro pedem. É indubitavelmente um bom ponto de partida, peçam a tábua de queijos no bar e experimentem um punhado de cervejas artesanais – eles estão habituados a este tipo de rebeldia alcoólica, principalmente após uma longuíssima viagem, antes de aventurarem num jantar no restaurante.

Stow-on-the-Wold é uma pequena vila mercantil e existe muito para ver, por isso aproveitem para explorar a vila, as suas pequenas lojas, cafés e casas de chá, deliciem-se a ver as inúmeras lojas com pequenas cottages à venda e permitam-se a sonhar, ou então metam-se simplesmente a caminho para as vilas mais próximas através dos trilhos desenhados, a vida corre maravilhosamente lenta por aqui, aproveitem.

 

_dsc_0023_dsc_0362_dsc_0164_dsc_0243_dsc_0278_dsc_0130_dsc_0134

The beauty of The Cotswolds is getting lost in it. It’s the idyllic notion of the romantic English countryside, with all the sheep pastures and small villages. So, talk to a local about it, they all have interesting views and know hidden gems off the beaten path, nevertheless, do visit the Lower Slaughter for a glimpse of those quaint little cottages down a river stream, and the Upper Slaughter for the jaw dropping Lords of the Manor Hotel. Explore Bourton-on-the-Water and those beautiful bridges crossing the river, Bibury, Burford, Winchcombe and Castle Combe. Wander along the Thames for some interesting finds like Minster Lovell and its picturesque thatched roofs, you won’t be sorry. There is no right itinerary, just your own, so adventure yourself and dive deep in the area. Since the area is pretty small, you’ll probably need like 4-5 days to cover it and enjoy it without pressure, have a taste for lunch in local Inns and relish in some scones and mince pie in the numerous tea rooms in the area, feel yourself at home, thats the idea I believe.

Cotswolds é francamente bonito, e é, sem dúvida, a imagem romântica do Countryside Inglês, com todos aqueles caminhos pitorescos e pequenas vilas. Procurem inteirar-se da região pedindo conselhos aos que vivem na vila, podem até tentar falar aquele inglês meio macarrónico, com aquela pronuncia que para vocês se parece muito com a BBC, eles vão adorar-vos por isso e vão muitas vezes perguntar-vos de onde vêm, antes de contarem os cantinhos da região. Cada um tem uma visão interessante e sugere caminhos fora do percurso habitual dos guias turísticos, o que acaba por trazer novidades inesperadas. Não obstante, não deixem de visitar Lower Slaughter com as suas casas ao longo do rio, Upper Slaughter e a Mansão do Lord, parcialmente transformado em hotel, só para verem como é que a Mary Crawley, do Downton Abbey se devia ter sentido. Explorem Bourton-on-the-Water, Bibury, Winchcombe e Castle Combe, percam-se ao longo do rio Tamisa e descubram as vilas que por aí se escondem, garanto que não ficarão desiludidos com Minster Lovell e as suas casas de telhados de colmo. Não existe um itinerário certo, apenas onde a vontade levar, aventurar-se no campo é o melhor que Costwold tem.

A área é relativamente pequena, por isso para a visitar uns 4-5 dias devem chegar para a conhecer sem pressão, almocem nas Estalagens e deleitem-se com uns scones e uma mince pie nas casas de chá locais, sintam-se em casa, a ideia é essa.

Explore/Explorar

  • Cheltenham
  • Naunton
  • Stow-on-the-Wold
  • Lower slaughter
  • Upper Slaughter
  • Bourton-on-the-Water
  • Burford
  • Kingdom
  • Micketon
  • Bribery
  • Naunton
  • Winchcombe
  • Castle Combe

Visit/Visitar

  • The Old Mill, Lower Slaughter
  • Gardens/Jardins, Lords of the Manor – Upper Slaughter
  • December fair markets/Mercadinhos de Rua em Dezembro, Bourton-on-the-Water
  • Broadway Tower, Broadway
  • Chastleton House, Moreton-in-Marsh
  • Blenheim Palace

Stay/Ficar

  • No 131, Cheltenham
  • The Olds Stocks Inn, Stow-on-the-Wold
  • Lords of the Manor, Upper Slaughter
  • The Wild Rabbit, Kingham
  • Soho Farmhouse, Chipping Norton

Eat/Comer

  • The Tavern, Cheltenham
  • The Trout, Tadpole Bridge
  • The Kingham Plough, Kingham
  • The Wheatsheaf Inn, Northleach
  • The Porch House
  • Wild Thyme, Chipping Norton
  • Kings Head, Bledington

Shop/Comprar

  • Local Products/Produtos Locais, Stroud Farmers’ Market – Stroud
  • Perfumes, Cotswold Perfumery – Bourton-on-the-Water
  • Wool Garments / Vestuário em Lã, Cotswolds Woollen Weavers – Lechlade
  • Antiques/Antiguidades, Vintage & Paint shop, Stow-on-the-Wold
  • Sheep carpets /Tapetes em lã, Main Street – Burford
  • Vintage feel/Peças Vintage, Burford Garden Company – Burford
  • Cheese/Queijo, The Cotswold Cheese Company – Stow-on-the-Wold

 

 

 

 

Christmas Gift Guide

December 19, 2016

– and some free printables –

 

dsc_0564

 

So, yup. This blog stills lives. It’s been working mainly on life support, but it’s on a recovery mode, now – hopefully. And I cannot make any promises regarding it’s frequency of posts, but I think I can surpass the 6 months hiatus, for sure, I mean, how hard can it be, right?

That being said, I don’t come empty handed. And for those who don’t know me very well – which will sum to perhaps 2-3 people reading the blog, Christmas is totally my thing, and I mean, I own it all the way, I go crazy with the first decorations in early November and talk about it since, probably April.

I know, there is something really wrong with me.

Anyway, this year, due to my expedition to England (soon to be on the blog – probably next year – and I mean 2018), everything slowed down to the point of small tiny hysteria moment regarding the fact that I didn’t had anything done. All crises were averted, and I’m now in a position to give you guys a gift, and a hand to those with the proclivity of leaving everything to the last minute.

Here is my Christmas gift guide, and some printable tags for you to download, sort of a piece piece offering, you know. 

 

Sim, este blog ainda da existe e ainda respira. Tem estado ligado às máquinas mas encontra-se em reabilitação e espera-se melhoras no que toca à periodicidade dos posts. Yay! (isto sou eu no meu modo super optimista). Sejamos francos, pior do que publicar um post num hiato superior a 6 meses, é obra até para mim. Por isso, let’s move along shall we?

Como uma espécie de desculpa, não vim de mãos a abanar. Para os que não me conhecem, ou seja provavelmente apenas 2-3 pessoas para além da família (muito chegada) que me leem, e aqueles amigos que ainda acham que eu tenho algo a dizer (pouquíssimos, vá-se lá saber porquê) eu sou o Natal personificado, do género começar a ficar louca com as decorações no início de Novembro e sim, sou daquelas pessoas estranhas que começa a falar (e a pensar nele) em Abril, para desespero de muita gente.

Seja como for, nunca fui de fazer compras muito antecipadamente, e este ano com a minha expedição a Inglaterra (que brevemente terá um post dedicado – provavelmente no próximo ano, e com isto quero dizer 2018), ficou tudo atrasado ao ponto de uns pequenos episódios de brevíssimas histerias da minha parte – nada de gritos, nem choros, não comecem a fazer filmes, foi uma coisa muito interior e modesta – tudo isto, relacionado com o facto de não ter feito nada! A crise foi evidentemente evitada, mas ainda assim, e com um espirito perfeitamente altruísta, decidi dar uma mãozinha aos que por aí andam e deixam tudo para a última.

Aqui está o meu Guia de Presentes para este Natal, e com uma especial de oferta de paz, junto umas etiquetas para os vossos presentes, que podem fazer download e usar e imprimir e so on.

 

 

christmas

 

1. Rucksack with British tweed details, from Highland Store . get it here   |   2. The Paris Guide, from Petit Passport . get it here   |  3. Traveler’s Notebook Camel, from Foyles . get it here   |  4. Sonium Leather Camera Strap, from Cabana . get it here   |  5. Polpo Culinary Book, from Amazon . get it here   |  6. Sewing Starter Kit, from Merchant & Mills . get it here    |  7. Cotton, Linen and Leather Apron, from Sul . get it here   |  8. Soy candles Kit, from P.F. Candle Co . get it here |  9. Wool Blanket, from Cabana . get it here  |  10. Fill me up Tea Caddy, from Whittard . get it here  |  11. Ceramic Butter Dish, from Margarida Fabrica . get it here |  12. Copper Plated Tea, from House Doctor at Borough Kitchen Bookshops . get it here  |  13. Reversible Bag, from Palla’s . get it here  |  14. Silver Necklace, from Cinco . get it here  |  15. Andorinhas Poster, from Arminho . get it here |  16. Rockbox Brick Fabric Edition, from Fresh ’n Rebel . get it here |  17. Wrist watch, From Daniel Wellington . get it here

Download the printable here ~

 

And have yourself a Merry Little Christmas

– A

 

 

 

 

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com apk4phone.com tengag.com moviekillers.com